Business Analyst – Analista de negócios

Business analyst é o profissional que analisa as necessidades de um negócio para determinar as mudanças que devem ser feitas tendo em vista cumprir os objetivos de negócio.

O business analyst tem uma perspetiva do negócio ampla, focando-se no negócio como um todo em vez de num projeto ou departamento específico. Um business analyst normalmente colabora com gestores de projetos para ajudar a determinar os projetos prioritários para o negócio, servindo como um contacto entre colaboradores, gestores e stakeholders.

O objetivo do business analyst é compreender como as empresas trabalham e promover análises e a determinação de caminhos para que as empresas atinjam o seu máximo potencial, ajudando-as a articular e a cumprir objetivos, a reconhecer e aproveitar oportunidades, ou identificar e superar desafios.

O desenvolvimento de business analysis como disciplina profissional alargou o papel e as responsabilidades do business analyst.

O business analyst investiga ideias e problemas, formula opções para o caminho a seguir e desenvolve business cases que expõem as suas conclusões e recomendações.

Como resultado, a responsabilidade de aconselhar as organizações para definir um curso de ação eficaz recai sobre o business analyst e o seu trabalho precede o do gestor do projeto.

O que faz um business analyst?

O Business Analyst é um responsável pela identificação das necessidades empresariais dos stakeholders e pela determinação de soluções para problemas de negócio com o objetivo de introduzir uma mudança que acrescente valor ao negócio.

Como um dos principais produtos de trabalho da Business Analysis são as necessidades do negócio e os requisitos do negócio, o que faz um business analyst está diretamente relacionado com o sucesso tanto de programas de nível organizacional como em trabalhos específicos de mudança ou desenvolvimento.

O principal objetivo de um business analyst é fornecer soluções de negócio que acrescentem valor. Para ser capaz de fornecer uma solução de negócio o que faz um business analyst consiste em proporcionar um benefício mensurável para a organização e para isso o business analyst deve ter conhecimentos do domínio do negócio.

Compreender o negócio, as suas regras, processos, riscos e contexto são condições necessárias para uma análise de negócios eficaz.

Um business analyst atua como uma interface entre vários departamentos de uma organização. O business analyst é responsável por estabelecer a comunicação entre as partes interessadas. A comunicação com os superiores hierárquicos ou gestão de topo da empresa é um papel essencial. Por outro lado, o business analyst precisa interagir com o departamento de marketing da empresa, o departamento de finanças e contabilidade, a equipa de vendas, o departamento de produção e o departamento de recursos humanos como parte deste trabalho.

Então, o que faz um Business Analyst?

  • Recolhe, valida e documenta requisitos de negócio;
  • Analisa dados comerciais como orçamentos, resultados de vendas e previsões;
  • Analisa e avalia os processos de negócio atuais que uma empresa tem e identifica áreas de melhoria;
  • Modela processos de negócio e identifica oportunidades para melhorias de processos;
  • Identifica questões, riscos e benefícios das soluções existentes e propostas e delinear os impactos empresariais;
  • Estima custos e identifica poupanças empresariais;
  • Simplifica a informação e decifrar linguagem técnica para que seja facilmente compreendida por toda a equipa;
  • Implementa e testa soluções;
  • Apoia a transição empresarial e ajuda a estabelecer mudanças.

O trabalho de um business analyst é dinâmico e difere de empresa para empresa de acordo com os objetivos organizacionais.

  • Análise Funcional – Transposição de requisitos de negócio em requisitos funcionais, especificação de requisitos e elaboração de documentação;
  • Análise Técnica – Garantia de que as soluções desenvolvidas estão em conformidade com os requisitos de negócio com recurso a ferramentas tecnológicas de exploração de dados e linguagens;
  • Testes de Software – Elaboração de planos de testes e acompanhamento dos mesmos;
  • Suporte Operacional – Comunicação com equipas técnicas de desenvolvimento de software, habitualmente em projeto.
  • Product Owner – Para além de especificar as soluções e os requisitos, age como product owner durante o período de desenvolvimento.

As atividades do business analyst podem variar consoante o seu papel e âmbito de responsabilidade.

Um business analyst que trabalha a nível da organização é normalmente responsável pela recolha de insights e necessidades de negócio e/ou oportunidades de negócio (clientes, concorrentes, ativos da organização) e pela proposta de soluções.

Um business analyst que trabalha ao nível do programa/projeto ficará, em vez disso, encarregue de apresentar a solução de negócio.

As tarefas de business analysis podem diferir dependendo do ciclo de vida do produto. Durante as fases iniciais de um ciclo de vida do produto, um business analyst é tipicamente responsável por estabelecer necessidades de negócio e propor uma solução. Durante o desenvolvimento de soluções as atividades do business analyst concentram-se em ajudar a equipa a construir a solução certa. Quando o produto é libertado e a equipa trabalha na produção, as tarefas típicas do business analyst incluem monitorizar e melhorar a sua eficiência, e introduzir alterações sempre que necessário.

Curso Prático de Business Analysis

21 PDU’S do PMI®

Programa | Cronograma | Inscrições

smarterexecution-rep-pmi

Curso de Preparação PMI-PBA®

Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®

Programa | Cronograma | Inscrições

smarterexecution-rep-pmi

Curso Certified Professional In Business Analysis (PMI-PBA)®

Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®

Programa | Cronograma | Inscrições

smarterexecution-rep-pmi

Business Analysis

Business analysis é a prática de analisar e apoiar a mudança numa empresa através da definição de necessidades e recomendação de soluções que entregam valor ao negócio.

Business analysis é realizada para uma grande variedade de iniciativas dentro de uma empresa, estas iniciativas podem ser estratégicas, táticas ou operacionais. A análise de negócios pode ser realizada dentro dos limites de um projeto ou ao longo da evolução empresarial e melhoria contínua. Pode ser utilizada pelo business analyst para compreender o estado atual, definir o estado futuro e para determinar as atividades necessárias para passar do estado atual ao estado futuro.

Business analysis é utilizada para analisar e rever as operações com vista a garantir que o negócio está a avançar o melhor que pode e que a empresa está a aproveitar as oportunidades.

Em resumo, business analysis é um conjunto de técnicas, tarefas e atividades que ajudam as empresas a (i) conhecer profundamente os pain points e oportunidades, (ii) analisar alternativas numa perspetiva técnica e económica e (iii) selecionar a alternativa de desenvolvimento preferencial.

Business Analysis é a aplicação de conhecimentos, competências, ferramentas e técnicas para:

  • Determinar, analisar e documentar problemas e oportunidades;
  • Identificar as necessidades do negócio e recomendar soluções alternativas viáveis para atender a essas necessidades e apoiar a tomada de decisões estratégicas;
  • Recolher, analisar, especificar, comunicar e gerir requisitos e outros elementos do produto, investimento ou solução.

Escolher o curso de Business Analysis

Não sabe qual o curso de Business Analysis mais indicado para si?

Responda a questões sobre a sua experiência profissional, formação, objetivos e setor de atividade e com a pontuação conheça o curso mais indicado.

Fazer questionário

O valor de business analysis

Organizações com práticas de business analysis estruturadas acreditam que business analysis tem um impacto tangível no sucesso da sua organização e proporciona uma vantagem competitiva no que diz respeito a:

  • Capacidade de implementar a estratégia;
  • Agilidade organizacional;
  • Gestão de projetos;
  • Desempenho financeiro global.

As organizações podem utilizar business analysis para afetar positivamente projetos e programas de forma a concretizar objetivos declarados e alcançar os resultados esperados. Simplesmente atribuir recursos para realizar atividades de análise de negócios não é suficiente, daí que cada vez mais organizações em Portugal e no mundo estejam a criar funções especializadas na área e a contratar profissionais qualificados.

Business analysis é uma competência fundamental que permite resultados na gestão de projetos, programas e portfólios. Embora o projeto possa entregar a solução a tempo e dentro do orçamento, existe uma alta probabilidade de a solução não abordar a necessidade do negócio ou entregar o valor pretendido quando não tenha sido implementada a análise de negócio.

As organizações podem obter mais valor dos seus investimentos:

  • As atividades de análise de negócio estão alinhadas com a estratégia organizacional;
  • As práticas de análise de negócios são altamente maduras;
  • Os recursos são devidamente alocados a projetos e programas;
  • É estabelecida uma forte colaboração entre o business analyst, gestores de programas e projetos.

Em que atividades se aplica a Business Analysis?

Business analysis pode ser realizada para criar ou melhorar um produto, resolver um problema ou aproveitar uma oportunidade de negócio. O valor de business analysis abrange muitas indústrias e concretiza-se em variados tipos de projetos, nomeadamente:

  • Na indústria financeira, a análise de negócios é usada para criar ou modificar produtos financeiros que satisfaçam as necessidades dos clientes, alteração de rotinas informáticas, implementação de regras de regulador, etc.;
  • Na indústria dos cuidados de saúde, a análise de negócios é utilizada para minimizar os tempos de espera desde a entrada ao primeiro diagnóstico, obter maior produtividades das operações, alterar fluxos, etc.;
  • Nos projetos de construção, a análise de negócios é utilizada para definir os requisitos de um novo (ou restauro) edifício em função do posicionamento no mercado desse produto, servindo de base ao âmbito do projeto;
  • Os governos utilizam a análise de negócio para estudar situações e determinar as melhores soluções para melhorar questões como a pobreza, saúde pública e questões ambientais, entre outras;
  • Na indústria transformadora, a análise de negócios é aplicada para otimizar processos nas linhas de montagem, fluxos de circulação e layout, determinação e supressão de estrangulamentos, alargamento da capacidade, etc.;
  • Na área de tecnologias de informação, a análise de negócios é realizada para traduzir os requisitos de negócio nos requisitos do sistema e dos stakeholders, com o objetivo de fornecer orientação clara aos designers e desenvolvedores sobre o que construir, estabelecendo as prioridades ao nível das funcionalidades.

Competências de Business analysis para Gestores de Projeto

Ao longo dos seus projetos os gestores de projeto precisam de ter conhecimentos e competências de business analysis. Estes devem saber aplicar algumas das técnicas e ferramentas fundamentais para garantir o sucesso dos projetos.

Ao utilizar business analysis, os gestores de projeto podem obter uma compreensão clara das necessidades do negócio, definir as componentes da solução e traduzi-las em requisitos de projeto viáveis, assim como, garantir o envolvimento contínuo dos stakeholders ao longo das fases do projeto.

Business analysis ajuda os gestores de projetos na recolha e gestão de requisitos dos stakeholders, a perceber o âmbito do projeto e a garantir conhecimentos práticos necessários que contribuem para o sucesso do portefólio, programa, projeto e produto e suporta a entrega de valor do negócio.

Uma das técnicas de business analysis fundamentais para os gestores de projeto é o cálculo do ROI que serve para medir a rentabilidade de um projeto ou investimento.

Determinar o ROI para um projeto tem como objetivo obter valores fiáveis que indicam se haverá um retorno de investimento no projeto positivo. E a partir do cálculo de retorno de investimento, a organização pode decidir sobre os recursos que devem ser alocados para o projeto.

Os projetos normalmente acarretam riscos extra, e o ROI é uma forma de comparar o investimento do projeto com os riscos associados.

Cursos de Business Analysis

Temos três cursos de business analysis alinhados com os referenciais do Project Management Institute para profissionais que desejam ser business analysts de sucesso.

Descarregar brochura

Diferença entre business analyst e gestor de projetos

O business analyst e gestor de projetos embora pareçam ter funções semelhantes têm percursos de carreira diferentes com diferentes responsabilidades, funções e competências.

O business analyst e o gestor de projetos têm funções distintas, embora complementares. O business analyst, procede à elaboração do business case, analisando a situação, recolhendo requisitos, comparando e selecionando alternativas. O gestor de projeto intervém após a organização ter decidido qual a alternativa a implementar e é responsável pela implementação.

Ao longo do ciclo de vida do projeto, o gestor de projeto apresenta informações que podem levar à revisão do business case pelo business analyst, podendo inclusivamente serem alteradas as prioridades de desenvolvimento. Do mesmo modo a alteração do contexto e/ou orientação estratégica organizacional pode levar o business analyst a rever o business case, provocando alterações ou alterando prioridades ao nível do desenvolvimento do projeto.

Normalmente o business analyst trabalha com stakeholders e membros da equipa para estabelecer necessidades de negócio, onde os gestores de projetos trabalham com a administração e membros da equipa para determinar as necessidades individuais do projeto.

Business Analyst funções

Business analyst funções incluem melhorar a eficiência e identificar áreas que podem ser melhoradas, fortalecer os processos sempre que necessário, e comunicar os resultados com aqueles com quem trabalham em estreita colaboração ao longo de diferentes níveis na hierarquia de uma organização.

Mais concretamente business analyst funções abrangem:

Analisar as oportunidades de negócio: O business analyst é responsável por avaliar potenciais oportunidades de negócio para determinar se são escolhas financeiramente rentáveis. Muitas vezes considera o custo da oportunidade de negócio, a pessoa ou entidade que a oferece, como pode afetar os lucros e valores do negócio e aconselha a gestão na escolha e seleção da alternativa com maior viabilidade.

Investigar perspetivas de mercado: O business analyst também atua na análise de mercado do negócio. Por exemplo, se há um nicho de interesse para o negócio, o business analyst é responsável por estudar esse nicho de mercado, o seu público e determinar de que forma o negócio pode abordar esse nicho de forma rentável. Também analisa as iniciativas de marketing da empresa para determinar se devem ou não fazer alterações para melhorar a eficiência ou a eficácia.

Apoiar a implementação de novos processos: Quando uma empresa pretende adotar novos métodos ou meios, compete ao business analyst determinar as características da situação atual, documentar alternativas quer numa perspetiva técnica quer económica e apoiar a gestão na sua implementação.

Desenhar novos produtos ou funcionalidades: Business analysis dispõe de técnicas para ajudar a desenhar novos produtos ou funcionalidades em função da correta especificação de requisitos e interesses das partes interessadas, estabelecendo as prioridades relativas ao desenvolvimento. Particularmente na área de IT esta função é muitas vezes atribuída ao Product Owner, pelo que cada vez mais se veja mais procura de certificações em Business Analysis por parte dos profissionais.

Analisar os dados: O business analyst analisa dados importantes do negócio para ajudar a gestão a fazer mudanças benéficas. Isto pode incluir feedback do cliente, relatórios financeiros, revisões, taxa de saída, ganhos e perdas e políticas da empresa.

Principais funções do gestor de projetos

Analisar as necessidades do projeto: Compete ao gestor de projetos analisar os projetos para determinar custos, necessidades laborais, necessidades materiais e âmbito de um projeto, com nível de detalhe superior aos dados do business case. Também é sua competência determinar como os recursos atuais da empresa podem satisfazer as necessidades do projeto ou se são necessários outros recursos.

Reduzir falhas de comunicação nas equipas de projeto: Os gestores de projetos colaboram diretamente com equipas de produção e desenvolvimento e facilitam a comunicação entre eles e a equipa. Como líderes intermédios, os gestores de projetos são cruciais para ajudar os membros da equipa e a gestão a alcançar um entendimento mútuo sobre as necessidades, expectativas e objetivos de um projeto.

Planear o projeto: Estes profissionais são responsáveis por planear o projeto do início ao fim, determinando como cada projeto pode progredir e estabelecer marcos importantes, em função de um enquadramento temporal recebido através do business case e project charter.

Gestão de riscos: Os gestores de projetos também analisam e reportam os riscos de um projeto. Os riscos podem incluir o custo de um projeto, a capacidade de produção de uma equipa, e o calendário ou programação de um projeto.

Organizar e motivar: Um gestor de projetos também dirige e motiva a sua equipa a completar o projeto em tempo útil e define como organizar os membros e recursos da equipa. Isto pode incluir a distribuição de trabalho, a encomenda de materiais, fornecer ferramentas apropriadas e criar uma plataforma de comunicação para a sua equipa, etc.

Curso Prático de Business Analysis

21 PDU’S do PMI®

Programa | Cronograma | Inscrições

smarterexecution-rep-pmi

Curso de Preparação PMI-PBA®

Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®

Programa | Cronograma | Inscrições

smarterexecution-rep-pmi

Curso Certified Professional In Business Analysis (PMI-PBA)®

Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®

Programa | Cronograma | Inscrições

smarterexecution-rep-pmi

Competências do business analyst

Competências analíticas: Um business analyst passa grande parte do seu tempo a analisar negócios e necessidades empresariais. Isto normalmente requer fortes competências analíticas, tais como pensamento crítico e comunicação. Estas competências ajudam o business analyst a criar análises precisas, relevantes e convenientemente estruturadas e a comunicar as suas conclusões.

Competências na área de vendas: Um business analyst de sucesso compreende os fundamentos das vendas e do marketing e sabe como melhorar os produtos e processos para melhor atender às necessidades dos clientes. As competências de vendas também ajudam o business analyst a prever as tendências de vendas e a identificar pontos fortes num modelo de negócio.

Competências de análise de dados: O business analyst, apresenta competências de análise de dados para os compreender, criar gráficos de rastreio, medir métricas específicas e utilizar dados para melhorar o negócio ou encontrar novas possibilidades de negócio.

Competências do gestor de projetos

Capacidades de liderança: Os gestores de projetos normalmente desempenham funções de liderança junto de equipas de profissionais. Isto significa que os gestores de projetos eficazes possuem competências de liderança tais como paciência, empatia, comunicação, trabalho em equipa e integridade.

Competências de gestão e organização: Os gestores de projetos planeiam projetos e definem a organização ao longo do mesmo. As competências de gestão e organização ajudam um gestor de projeto a estruturar convenientemente o projeto com vista a que os objetivos sejam integralmente atingidos ao mais baixo custo e no menor tempo possível.

Competências de negociação: Os gestores de projetos muitas vezes renegociam orçamentos ou requisitos materiais e servem de ligação entre diferentes equipas e outras partes interessadas. As competências de negociação ajudam um gestor de projeto a negociar mudanças nas quais todos concordam.

Product Owner

O Product Owner é a pessoa dentro da organização que desenvolve o business case e depois monitoriza o progresso para garantir que o roadmap do produto e os objetivos do negócio permanecem alinhados e são eficientemente entregues. Não é gestor de projeto, pois não é ele que coordena os esforços da equipa.

Segundo o Scrum Guide, o Product Owner é responsável por maximizar o valor do produto resultante do trabalho da Equipa de Desenvolvimento. Como isto é feito pode variar muito entre organizações, equipas Scrum e indivíduos.

O Product Owner é responsável por garantir que a solução desenvolvida garante o que foi solicitado pelo cliente ou pelo negócio.

O Product Owner representa a voz do cliente, uma vez que procura garantir que a equipa entrega o que o cliente (interno ou externo) quer com base na análise de dados e informações fornecidos pela equipa.

Porque as competências de business analysis são importantes para um Product Owner?

As competências de business analysis ajudam o product owner a tomar melhores decisões. Product owners precisam de ser especializados em técnicas de business analysis para identificar as necessidades dos stakeholders, negociar prioridades entre os grupos de stakeholders e, em seguida, colaborar com as equipas de desenvolvimento para garantir que os requisitos são implementados de forma eficaz.

O Product Owner utiliza as ferramentas e técnicas de business analysis no desenvolvimento de produtos e serviços que melhor respondam às necessidades dos clientes.

Uma boa aplicação das técnicas de business analysis conduz a uma tomada de decisão robusta e a uma resolução eficaz dos problemas, e quando aplicada pelo Product Owner resulta na criação de produtos de alto valor para os clientes, no aumento da produtividade na entrega de incrementos de produtos, e na identificação de soluções viáveis eficazes que atendam às necessidades a longo prazo.

Competências de Business Analysis para Product Owners

Descarregue o eBook sobre as ferramentas e técnicas de business analysis utilizadas pelo Product Owner.

Descarregar eBook

Business Analyst, Business Analytics e Business Intelligence

Business Analyst

O business analyst foca-se nas funções e processos com o objetivo de identificar necessidades de negócio e apresentar soluções.

O business analyst é responsável por avaliar o modelo de negócio da organização, incluindo documentos, processos, sistemas e tecnologia, reunir e traduzir problemas e requisitos de negócio em linguagem compreensível para todos os membros da equipa técnica e é responsável por fazer a ligação entre o departamento de negócios e o departamento de IT.

O business analyst possui conhecimentos técnicos e de negócios, conhecimentos das tecnologias específicas que a organização utiliza, compreende o propósito geral do negócio assim como funções e pain points, é capaz de compreender os termos técnicos utilizados pelos departamentos internos e de trabalhar bem com os outros.

Formação em Business Analysis. Qual o curso a escolher?

Existem fatores, como os anos de experiência na área, a formação prévia, o setor de atividade ou os objetivos profissionais, que influenciam a sua escolha.

Se quer fazer uma escolha informada, descarregue o infográfico.

DESCARREGAR INFOGRÁFICO

Business Analytics

Business Analytics foca-se nos dados e relatórios com o objetivo de analisar o desempenho do negócio passado e prever o desempenho futuro.

O profissional de business analytics é responsável por analisar os dados de vendas, analisar dados logísticos para interpretar tendências significativas e identificar lacunas e oportunidades e investigar a competitividade do mercado.

Um profissional de business analytics apresenta competências de programação na linguagem utilizada na organização; possui bases em estatística (e potencialmente métodos e algoritmos mais avançados) e competências para traduzir métodos matemáticos e estatísticos e resultados em linguagem de negócios para apresentar aos stakeholders e executivos.

O profissional de business analytics também pode ser chamado de Data analyst, Data manager e Data technician.

Business Intelligence

Business intelligence é uma ampla categoria de aplicações e tecnologias para recolher, armazenar, analisar e fornecer acesso a dados para ajudar os utilizadores da empresa a tomar melhores decisões de negócio. As aplicações de Business Intelligence incluem as atividades de sistemas de apoio à decisão, consulta e reporte, processamento analítico, análise estatística, previsão e data mining.

Business Intelligence é a recolha sistemática e preparação de dados para fornecer aos gestores, colaboradores e outras partes interessadas informações significativas que, combinadas com conhecimentos profundos do contexto da organização, melhoram a eficácia dos processos e/ou a estratégia da organização.

Um business analyst identifica as questões de negócio relevantes e procura respostas. Estas respostas podem estar confinadas a uma solução de TI, mas também podem estar no design do processo, na estrutura da organização, no seu comportamento, na sua cultura, no seu processo de planeamento e controlo, e no seu processo de estratégia.

Business Intelligence está relacionado com grandes volumes de dados e por isso pode ser confundida com Big Data ou Data Science. No entanto, são conceitos diferentes. Para resumir, podemos dizer que o Big Data é responsável pela captura, armazenamento e processamento de um grande volume de dados, a Data Science foca-se na análise preditiva e prescritiva desses dados e o Business Intelligence aproveita os dados para otimizar as decisões e fazer análises e relatórios de recomendação para a empresa.

A principal vantagem de Business Intelligence é permitir que as empresas entendam as forças que moldam os mercados e os negócios, para que possam estar à frente da concorrência, enquanto satisfazem as necessidades dos consumidores.

Em linhas gerais, o trabalho do departamento de Business Intelligence consiste na captura de dados, análise dos mesmos e do seu contexto, avaliação dos riscos e tomada de decisão.

Qualificações de um Business Analyst

A maioria dos cargos de business analyst requer pelo menos uma licenciatura. No entanto, uma vez que existem poucos programas de licenciatura concebidos especificamente para formar um business analyst, a maioria dos empregadores procura candidatos a emprego com diploma em áreas como gestão ou engenharia. Geralmente um business analyst apresenta formação académica de base em áreas como economia, gestão e administração de empresas, análise de negócios, sistemas de informação, finanças ou contabilidade. Também é comum encontrar business analysts com formação académica em áreas como engenharia e tecnologias de informação.

Para além da formação académica existem formações complementares para business analysts que pretendem obter conhecimentos e competências em análise de negócios essenciais para ser um profissional de sucesso.

Esta formação complementar também permite o acesso a certificações reconhecidas pela indústria e que são particularmente benéficas pois permitem comprovar conhecimentos específicos de business analysis e demonstrar o empenho e compromisso com a profissão.

O que ganham as empresas com Business Analysts certificados?

As competências de business analysis são cada vez mais procurados por parte das empresas. Descarregue o infográfico e conheça as razões pelas quais as empresas precisam de Business Analysts certificados.

Descarregar infográfico

Certificação Business Analyst

Atualmente, as organizações estão interessadas em entender a melhor forma de:

  • Alavancar estrategicamente a análise de negócios para garantir que os investimentos são direcionados para as iniciativas de maior valor;
  • Investir adequadamente para que as equipas de produto disponham dos recursos necessários para identificar e resolver adequadamente os problemas corretos;
  • Fornecer soluções que ofereçam valor de negócio mensurável e correspondam às expectativas dos stakeholders.

Estas tendências estão a impulsionar a necessidade e a procura de profissionais de análise de negócios certificados a nível global.

O espaço de certificação para business analysts tem sido dominado por duas entidades principais o Project Management Institute (PMI®) e o International Institute of Business Analysis (IIBA®).

Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®

Em análise de negócios, o PMI® dispõe da certificação Professional in Business Analysis (PMI-PBA)® que reconhece a experiência de um indivíduo em business analysis e comprova as competências para utilizar as ferramentas e técnicas identificadas no referencial PMI® – BA Guide.

Além disso, a certificação PMI-PBA® tem um elevado nível de credibilidade profissional pois requer uma combinação de formação em análise de negócios, experiência de trabalho em projetos e a realização com sucesso de exame sobre princípios de análise de negócios, práticas, ferramentas e técnicas.

A certificação PMI®-PBA é orientada para Análise de Negócios aplicada a projetos, dái que tenha como referenciais o PMBOK® GUIDE e o The PMI Guide for Business Analysis, sendo a preferida por profissionais de análise de negócios com ligação à gestão de projetos.

The PMI Guide to Business Analysis

A certificação em business analysis PMI-PBA® tem como referencial o The PMI Guide to Business Analysis. Este guia constitui um padrão que serve de base para desenvolver as práticas de análise de negócio e é adaptável para qualquer organização em qualquer indústria, estando alinhado com os métodos de entrega de projetos previsto no PMBoK07.

Semelhante ao PMBOK® Guide, este guia inclui o padrão de conhecimentos de business analysis acreditado pela ANSI (American National Standards Institute).

O PMI Guide to Business Analysis fornece orientações sobre como aplicar eficazmente processos e práticas de análise de negócios para impulsionar melhores resultados de negócio, independentemente da indústria, tamanho do projeto ou tipo de projeto que se vier a implementar. Fornece orientações de análise de negócios para qualquer método de entrega, incluindo preditivo (waterfall) e adaptável (ágil).

O PMI Guide to Business Analysis inclui seis áreas de conhecimento de Análise de Negócios. As seis áreas de conhecimento de business analysis são:

Avaliação de necessidades: Analisar os problemas e oportunidades de negócio atuais para entender o que é necessário para atingir o estado futuro desejado;

Envolvimento dos stakeholders: Identificar e analisar aqueles que têm interesse no resultado do negócio para determinar como colaborar e comunicar com eles;

Elicitation (recolha de informação): Atividades de obtenção de informação junto das partes interessadas e de outras fontes;

Análise: Inclui os processos para examinar e documentar os requisitos dos produtos, de forma a garantir que refletem as necessidades das partes interessadas, e que se alinham com os objetivos empresariais;

Monitorização e rastreabilidade: Inclui os processos e técnicas para gestão das alterações de requisitos e suas interdependências aquando da implementação do projeto;

Avaliação de Soluções: Inclui os processos para desenvolver e validar soluções completas ou parte e segmentos de uma solução.

Qual a melhor certificação para um business analyst?

Descarregue o infográfico que apresenta uma abordagem detalhada das principais semelhanças e diferenças entre as certificações de business analysis mais relevantes do mercado.

Conheça as vantagens de cada uma delas e descubra qual a mais indicada para si!

Descarregar infográfico

Certified Business Analysis Professional (IIBA – CBAP®)

O International Institute of Business Analysis™ (IIBA®) é uma associação profissional sem fins lucrativos na área de análise de negócios.

O IIBA® apoia ativamente o reconhecimento da profissão, e trabalha para manter o desenvolvimento contínuo da prática e certificações.

O IIBA® foi fundado em Toronto em 2003 e é hoje reconhecido para a prática da análise de negócios, que é uma prática geralmente aceite para business analysts. A norma para práticas suporta a certificação Certified Business Analysis Professional (CBAP®) que é uma certificação profissional para indivíduos com vasta experiência de análise de negócios.

A certificação baseada no BABOK® Guide do IIBA® distingue-se da suportada no PMI Guide to Business Analysis pela sua maior amplitude analítica e menor orientação e ligação à gestão de projetos.

A certificação CBAP® do IIBA® baseia-se no BABOK® Guide (A Guide to the Business Analysis Body of Knowledge) e é dirigida para profissionais que realizam tarefas de análise de negócios, orientando-os dentro das seis áreas de conhecimento, descrevendo as competências, entregas e técnicas que os profissionais de análise de negócios precisam para alcançar melhores resultados.

BABOK® Guide

A certificação em business analysis do IIBA® tem por base o BABOK® Guide para a prática da análise de negócios. Este guia orienta os profissionais no seu trabalho e pode ser adotado pelas empresas para alcançar melhores resultados em análise de negócios.

Salário Business Analyst

O salário do business analyst depende de uma variedade de fatores, tais como nível de educação, experiência, função de trabalho, localização e tamanho da empresa. O termo “business analyst” é relativamente amplo, abrangendo analistas gerais nas fases iniciais das suas carreiras profissionais a consultores especializados com décadas de experiência e muito mais.

A experiência desempenha um papel importante na determinação do salário do business analyst e pode geralmente ser dividida em cargos de nível de entrada, nível júnior e superior. Diferentes organizações definem estas categorias de forma distinta.

A área de business analysis tem crescido nos últimos anos e é muitas vezes vista como uma competência de liderança crítica para projetos, programas e portfólios.

Salário Business Analyst em Portugal

Em Portugal, a procura por business analysts por parte das empresas apresenta um crescimento considerável.

O salário business analyst júnior (1-3 anos de experiência) é de cerca de 30 409 €. Por outro lado, o salário de business analyst de nível sénior (mais de 8 anos de experiência) é de cerca de 53 689 €.

A nível regional há algumas diferenças. Segundo o site SalaryExpert, powered by ERI, o salário bruto médio do business analyst na região do Porto, Portugal é de 43 364 € com um valor por hora de cerca de 21 €. Este valor é, em média, 10% superior (+3 941 €) ao salário do business analyst em Portugal.

Business Case

O Business Case é um processo de avaliação independente e rigoroso de uma iniciativa que visa a criação de valor na organização através da aplicação dos seus recursos humanos e financeiros, ou seja, um business case consiste numa ferramenta de tomada de decisão para determinar se um investimento irá criar valor. Normalmente, o business case consiste num documento estruturado onde é analisado o investimento a realizar, o negócio a gerar e os respetivos impactos em custos e proveitos, de forma a determinar o retorno líquido.

Um business case é desenvolvido pelo business analyst durante as fases iniciais de uma iniciativa de negócio e descreve o porquê, o quê, e o como o negócio será operacionalizado.

Desenvolver o Business Case é o processo de sintetização de informação analisada, para apoiar a seleção das melhores iniciativas de negócio que tanto poderão ser operacionalizadas como programas ou projetos. O principal benefício deste processo é ajudar as organizações a escrutinar programas e projetos de forma consistente, permitindo aos decisores determinar se um programa e/ou projeto vale o investimento necessário, ao mesmo tempo que lhes possibilita perceber o custo de oportunidade e fazer as melhores escolhas.

Criar um Business Case

O Business Case é um documento que ajuda a decidir se o investimento num novo projeto vai valer a pena para a empresa.

Preparamos um guia com tudo o que precisa saber sobre a criação de um business case e como pode fazê-lo com apenas 5 passos.

Descarregue aqui!

O business analyst utiliza o business case para:

  • Definir as necessidades;
  • Determinar os resultados desejados;
  • Avaliar constrangimentos, pressupostos e riscos;
  • Recomendar uma solução.

Em resumo, o Business Case é um instrumento essencial para a prossecução dos objetivos da empresa e para a tomada de decisão, facilitando o alinhamento com as orientações estratégicas.

Cursos de Business Analysis

Curso Prático de Business Analysis

21 PDU’s

Programa | Cronograma | Inscrições

Este curso dirige-se a todos aqueles que trabalham em análise de negócios e não dominam as técnicas e ferramentas para conduzir uma análise de negócios estruturada com objetivo de entender as necessidades da organização e desenhar soluções..

O curso Prático de Business Analysis é indicado para Profissionais que praticam business analysis e que participam no desenvolvimento de projetos que visam melhorar o desempenho dos negócios, mas sentem falta de uma abordagem estruturada para garantir que as soluções criadas correspondem às necessidades que deram origem aos projetos.

Curso de Preparação PMI-PBA®

Certificação PMI-PBA®

Programa | Cronograma | Inscrições

O curso de preparação PMI-PBA® destina-se a todos profissionais elegíveis e interessados em obter a certificação PMI® Professional in Business Analysis.

A certificação PMI-PBA® requer uma compreensão combinada dos princípios de análise de negócios, práticas, ferramentas e técnicas, bem como experiência de trabalho em projetos. Isto permite que os detentores da certificação apresentem um elevado nível de credibilidade profissional.

Este curso garante a melhor preparação para obter sucesso no exame de certificação Professional in Business Analysis do PMI®.

Curso Certified Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®

Certificação PMI-PBA®

Programa | Cronograma | Inscrições

O curso Certified Professional in Business Analysis PMI-PBA® destina-se a todos aqueles que pretendem obter uma das certificações com maior crescimento na área de análise de negócios a de Professional in Business Analysis (PMI-PBA)®. Este percurso formativo está alinhado com os referenciais do Project Management Institute® e permite obter as horas de contacto necessárias para quem pretende fazer a candidatura ao exame PMI-PBA®

A certificação PMI-PBA® constitui uma das certificações mais importantes que um profissional envolvido em projetos e a apoiar operações empresariais pode adquirir. Se é um profissional envolvido na avaliação das necessidades de uma organização, na obtenção de requisitos ou na medição do valor da solução entregue, obterá valor através da certificação PMI-PBA®.